sábado, 4 de setembro de 2010

Belfast!

Manhã do dia 27 de julho. Nosso destino: Belfast, capital da Irlanda do Norte.Ao contrário de todas as outras viagens, desta vez não fomos de avião, e sim de ônibus! Preço da passagem: 20 euros, sim mais caro que muitas passagens de avião! Aproximadamente 170km de distância de Dublin! Nosso objetivo era tentar achar algumas outlets, já que a cidade é muito famosa por suas roupas baratas e visitar a calçada dos gigantes. Saímos da rodoviária de Dublin, às 8h da manhã! Chegamos em Banbridge por volta das 10h, onde teriam varias lojas de marcas famosas e com um grande desconto, tais como Diesel, Tommy Hilfiger, Nike, Puma, Calvin Klein, GAP, Billabong, Armani, entre outras. Nossa expectativa era de realmente comprar roupas muito baratas, assim como compramos em Glasgow. Porém não sei se a época que fomos foi imprópria, mas os preços não estavam tão baratos como imaginávamos. Realmente havia muitos descontos, “70% off” mas a camiseta ou calça que custava cerca de 150 libras, agora estavam vendendo por apenas 45 libras. Queria comprar algo realmente barato, tipo camisetas de marca por apenas 10 libras! Isso só foi possível achar em algumas lojas, mas com pouca variedade entre modelos de roupas e tamanhos. Ao sairmos das outlets, fomos em direção a cidade de Belfast, para isso seria necessário irmos do shopping até o centro de Banbridge, para lá pegarmos o ônibus para a cidade de Belfast.

Chegamos a Belfast às quatro e meia da tarde. Queríamos ainda tentar fazer o passeio da calçada dos gigantes ainda naquele dia, coisa impossível! Ao nos informarmos na central de atendimento ao turista, informaram-nos que o tour para a calçada dos gigantes sai todos os dias às 9 horas da manhã e volta no final da tarde. Decidimos então ficar uma noite em Belfast, já que tínhamos o centro de Belfast pra conhecer e o lugar onde foi construído o Titanic.

Fomos bater umas fotos em frente à prefeitura de Belfast, e depois procurar pela doca onde se construiu o mais famoso navio do mundo. No caminho aproveitamos para bater fotos de alguns pontos interessantes no centro de Belfast. Opiniões a parte, você indo para Belfast você não pode deixar de visitar onde foi construído o Titanic, mas não existe nada de mais especial!
No nosso hostel nos indicou um ônibus, o qual pagamos 20 libras, saímos as 8h do hostel e fomos em direção a calçada dos gigantes. Até chegarmos ao destino final, nosso ônibus passou por vários pontos interessantes para bater fotos, como castelos medievais e planaltos.

Ao chegarmos ao condado de Antrim onde localiza-se a calçada dos gigantes, a primeira vista impressiona qualquer um, a paisagem no local é muito bonita. É chamada de calçada dos gigantes devido ao conjunto de cerca de 40 milhões de colunas de basalto em forma hexagonal e encaixada umas nas outras parecendo uma calçada. A formação deveu-se a uma erupção vulcânica ocorrida a cerca de 60 milhões de anos atrás. O seu formato hexagonal deve-se a sua composição atômica. Já a lenda conta que os gigantes em questão, um era cidadão irlandês denominado é Finn MacCool que queria enfrentar o outro gigante escocês, Benandonner. O problema seria a falta de uma embarcação para ligar Irlanda e Escoócia. Para acabar com isso o irlandês decidiu criar uma calçada ligando as duas ilhas usando as grandes colunas de pedras. O escocês aceitou o desafio e foi até a Irlanda. Devido a isso a esposa de MacCool de forma muito perspicaz decidiu vestir seu marido gigante como um bebê. Quando o escocês se deparou com tal situação pesou: “Se o bebê é deste tamanho, imagina o tamanho do seu pai!” Voltou para a Escócia correndo e para não ser perseguido por MacCool destruiu a estrada enquanto voltara, restando apenas as pedras que hoje lá estão.


Após a visita a calçada dos gigantes o tour nos levou até a ponte feita de corda que liga o continente a uma pequena ilha de Carrick. Para se passar pela ponte é necessário pagar uma contribuição que está em torno de três libras.

Infelizmente nossa viagem até Belfast não nos encheu os olhos. Esperávamos mais da cidade, das outlets, não sei se a estação que chegamos foi imprópria, mas não conseguimos bons preços. Mas devido a estarmos na mesma ilha que a Irlanda do Norte e um acesso tão fácil, não poderíamos deixar de visitar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário